• Reinaldo Cirilo

Alezzia um “case” pra ser estudado nas mídias sociais...


Já faz um bom tempo que venho acompanhando a empresa de móveis Alezzia nas mídias sociais e sua postura. A empresa é do Rio de Janeiro, foi fundada nos anos 90 e sua primeira linha de produtos era baseada em fazer quadro de bicicleta de alumínio.

Com o tempo a empresa foi evoluindo e chegou até produtos como: móveis hospitalares, móveis de decoração e muitos outros itens.

O que impacta logo de cara quando se entra na fan page da empresa no Facebook é que diferente de todas as marcas que estamos acostumados a ver, que utilizam a capa da rede social para produzir fotos e para fazer promoção dos seus produtos e serviços, a Alezzia já faz um protesto logo de cara, contra a CLT - #foraCLT.

Em todas as suas postagens, sentimos um tom político e crítico com assuntos atuais. Outro detalhe que também se observa facilmente é a utilização de mulheres em biquínis para promover os itens. Essa postura, parece que se iniciou há 01 atrás, quando houve bastante polêmica na sua rede e foi tema inclusive de matéria no site da Exame (https://exame.abril.com.br/marketing/marca-de-moveis-ironiza-acusacoes-de-machismo-e-gera-polemica/) quando a empresa “peitou” seus seguidores e desafiou uma moça, para que a avaliação da fan page fosse derrubada.

Apesar dessa sua postura até um tanto agressiva, percebemos um trabalho muito bem feito, com posts bem desenvolvidos e que trazem uma reflexão para os seguidores, incitando eles a compartilhar experiências e deixar comentários nos posts (o que é louvável).

As avaliações da fan page viraram uma guerra. Com pessoas avaliando e reavaliando a página sem parar, fazendo acusações de que a página é de esquerda, armamentista entre outros “adjetivos” e acusações. Hoje tem um índice de 2,3 estrelas de um máximo de 5 estrelas. A página possuí 123.059 mil seguidores, mas já teve 265 mil avaliações, o que confirma que o buchicho em torno da marca é grande.

Vale frisar, que apesar da estratégia parecer um tanto “Kamikaze” essa atuação é muito bem programada, para que o boca a boca seja o grande canal de divulgação da empresa, mesmo que devido as polêmicas os produtos fiquem em segundo plano.

Com o marketing contemporâneo, cada vez mais chato, sisudo, devido a própria população se intitular “politicamente correta” e caçadora de bruxas é louvável a coragem da empresa em bater de frente, com assuntos tão complexos e gerar tantas polêmicas. Ao mesmo tempo que pode arruinar uma estratégia de atrair novos seguidores e que perca outros, ao mesmo tempo acaba fidelizando fortemente os que tem posicionamento parecido com a ideologia política e cultural da empresa.

Outro detalhe, apesar de ser agressiva em muitos momentos e parecer descompromissada, a empresa se preocupa com a questão social também e no seu site, podemos verificar instituições que são apoiadas pela empresa e valores doados recentemente as causas dessas entidades. Vale o registro, para que não façamos confusão entre a postura que verificamos nas mídias on-line e compromissos e responsabilidades off-line.

É um case que vale ser acompanhado e se aprofundar principalmente nas discussões que ocorrem nas postagens, pois se trata de um laboratório on-line dos consumidores do século XXI que conhecemos bem pouco.

Uma marca para ser analisada e avaliada por sua atuação nas redes sociais - Alezzia.

Abraço.


48 visualizações

Apoio

    Gostou da leitura? Doe agora e me ajude a proporcionar notícias e análises aos meus leitores